O PRONAF E A CONAB COMO INDUTORES DO DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Ayumi Picanço Rodrigues, Antenor Roberto Pedroso da Silva, Ízula Luiza Pires Bacci Pedroso

Resumo


Este trabalho tem a intenção de mostrar como as políticas públicas implantadas pelo governo federal tem buscado mudar a realidade da agricultura familiar no pais. Buscando mostrar as linhas de crédito fornecidas as produtores e alguns programas efetuados pela CONAB, mostra-se alguns caminhos para estes agricultores, que tanto sofrem com a falta de apoio e investimento para o plantio, colheita e comercialização. Estes programas tem como escopo facilitar o acesso às linhas de crédito e à comercialização, dois dos maiores gargalos da agricultura familiar no Brasil. Para isto, dividiu-se o trabalho em 3 etapas: na primeira, caracterizou-se a agricultura familiar no país e suas principais culturas e produção; no segundo momento, narrou-se as linhas de crédito oferecidas pelo PRONAF, sua sistemática de concessão de crédito para custeio e investimento e quais produtores tem acesso a quais linhas. Na terceira etapa foi mostrado os principais programas de apoio da CONAB para a agricultura familiar, principalmente o Programa de Aquisição da Agricultura Familiar, além de indicar quem tem acesso e como é feito esse acesso. Por fim, teceu-se algumas considerações sobre o futuro do programa. Enfim, espera-se que este trabalho seja indutor de pesquisas na área, pois o mesmo não tem a pretensão de esgotar o assunto e sim de ser um guia para futuras pesquisas na área.


Palavras-chave


agricultura familiar, ações públicas, parcerias.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Manual do Programa Nacional para o Fortalecimento da Agricultura Familiar. 2004. Disponível em: www.PRONAF.gov.br (acesso em 12 de janeiro de 2018).

GRAZIANO DA SILVA, J. Velhos e novos mitos do rural brasileiro. Revista Estudos Avançados. São Paulo: USP, 2001. nº 43.

LIMA, D. M. A. WILKINSON, J. Inovação nas tradições da agricultura familiar. Brasília: CNPq/Paralelo 15, 2002.

ONU - FAO/INCRA. Novo Retrato da Agricultura Familiar – O Brasil redescoberto. Brasília: ONU – FAO/INCRA, 2000. Disponível em: www.incra.gov.br/fao. (acesso em 16 de janeiro de 2018).

WANDERLEY, M. N. B. Raízes históricas do campesinato brasileiro. In: TEDESCO, J. C. Agricultura Familiar: realidades e perspectivas. 2ª edição. Passo Fundo: EDIUPF, 1999. pp. 21-56.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Abbreviated key title:   An. Semin. Pesqui. Inov. Tecnol.