DIFERENTES FUNGICIDAS NO CONTROLE DA FERRUGEM DO CAFEEIRO

Igor Souza Pereira, Rodrigo Cassiano Rosalino, Flávia de Oliveira Borges Costa Neves, Márcia Toyota Pereira, Joyce Gracielle de Sousa Braga

Resumo


A ferrugem (Hemileia vastatrix) é a doença de maior importância para a cultura do café no país, acarretando perdas de até 50% da produtividade, sendo manejada com o uso de fungicidas de diferentes ingredientes ativos, aplicados preventivamente ou curativamente sob baixa severidade nas folhas. Diante do surgimento de novos ingredientes ativos e posicionamentos dos produtos comercializados é que se propôs com esse trabalho a avaliação da eficiência de diferentes fungicidas na severidade da ferrugem em condições de campo. O experimento foi conduzido em lavoura de café arábica, cv Catuaí Vermelho, com 6 anos de implantação, no período de dezembro de 2013 a julho de 2014. Os tratamentos foram compostos por: epoxiconazol+piraclostrobina, azoxistrobina+ciproconazol, tebuconazole com duas aplicações, tebuconazole com aplicação única, oxicloreto de cobre, além de testemunha sem aplicação. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições e oito plantas úteis por parcela. Os fungicidas foram aplicados de acordo com a orientação dos fabricantes, descritos nas bulas. A severidade da doença foi avaliada quinzenalmente e foi calculada a área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Os fungicidas epoxiconazol+piraclostrobina, azoxistrobina+ciproconazol, tebuconazole com duas aplicações proporcionaram menores AACPD, e consequentemente maior controle da doença, com 79%, 74% e 67% de controle respectivamente, apresentando maior eficiência em relação ao oxicloreto de cobre e tebuconazole em aplicação única.

Texto completo:

PDF

Referências


AGROFIT/MAPA. Sistema de agrotóxicos fitossanitários/ Ministério da Agricultura. Disponível em:. Acesso em: 27/02/2017.

BOCK, K.R. Control of coffee leaf rust in Kenya Colony. Transactions of British Mycology Society, New York (NY), v.45, n.3, p.301-313, 1962.

CARVALHO, V.L.; CUNHA, R.L.; SILVA, N.R.N. Alternativas de controle de doenças do cafeeiro. Coffee science, Lavras (MG), v. 7, n. 1, p. 42-49, 2012. Disponível em:. Acesso em 27/02/2018

CHALFOUN, S.M.; CARVALHO, V.L. Controle químico da ferrugem (Hemileia vastatrix Berk & Br.) do cafeeiro através de diferentes esquemas de aplicação. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília (DF), v.34, n.3, p.363-367, 1999.

CUNHA, R.L.; CHALFOUN, S.M.; CARVALHO, V.L.; MENDES, A.N.G. Efeitos de tratamentos químicos no controle da ferrugem (Hemileia vastatrix Berk & Br.) e na preservação do enfolhamento do cafeeiro. In: II Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil. 2001. 1126-1133p.

CONAB/MAPA. Acompanhamento da safra brasileira de café, v. 5– Safra 2018, n. 4 - Quarto levantamento, Brasília, p. 1-84, dezembro de 2018. Disponível em:< https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/café>. Acesso em 25/02/2019.

CUNHA, R.L.; MENDES, A.N.G.; CHALFOUN, S.M. Controle químico da ferrugem do cafeeiro (Coffea arabica L.) e seus efeitos na produção e preservação do enfolhamento. Ciência e Agrotecnologia, Lavras (MG), v. 28, n. 5, p. 990-996, 2004 . Disponível em: . Acesso em: 27 de Janeiro de 2017.

GÓMEZ DE LA CRUZ, I.; PÉREZ-PORTILLA, E.; ESCAMILLA-PRADO, E.; MARTÍNEZ-BOLAÑOS, M.; LUZ L. CARRIÓN-VILLARNOVO, G.; & I. HERNÁNDEZ-LEAL, T.. Selección in vitro de micoparásitos con potencial de control biológico sobre Roya del café (Hemileia vastatrix). Revista Mexicana de Fitopatología, Cidade do México (Mex), v. 36; n. 1; p. 172-183, 2017. Disponível em: Acesso em 12 de janeiro de 2018.

FERREIRA, D. F. SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium, Recife- PE, v.6, n. 2, p.36-41, jul./dez., 2008.

HONORATO JÚNIOR, J.; ZAMBOLIM, L.; AUCIQUE-PÉREZ, C.E.; RESENDE, F.A.; RODRIGUES, F.A. Photosynthetic and antioxidative alterations in coffee leaves caused by epoxyconazol and pyraclostrobin sprays and Hemileia vastatrix infection. Pesticide Biochemistry and Physiology, v.123, n.1, p.31-39, 2015. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0048357515000280. Acesso em: 09 de fevereiro 2018.

KILAMBO, D.L., REUBEN, S.O.W.M. AND MAMIRO, D.P. Responses of compact coffee clones against Coffee Berry and Coffee Leaf Rust diseases in Tanzania. Journal of Plant Studies, Toronto (ON), v.2, n.02, p. 81–94, 2013. Disponível em:< https://doi.org/10.5539/jps.v2n2p81> Acesso em 21 de março de 2018.

KUSHALAPPA, A.C. & ESKES, A.B. Advances in coffee rust research. Annual Review of Phytopathology, Palo Alto (CA), v.27, p. 503-531, 1989.

POZZA, A.A.A.; MARTINEZ, H.E.P.; POZZA, E.A.; CAIXETA, S.L.; ZAMBOLIM, L. Intensidade da mancha de olho pardo em mudas de cafeeiro em função de doses de N e K em solução nutritiva. Summa Phytopathologica, Jaboticabal (SP), v. 26, n. 1, p. 29-33, jan./mar. 2000.

ROSSI, C. V. S.; MORAES G. C. P.; BENETTI, E.; SINGER, P. H. C. Rotação de ativos na aplicação de solo e foliar para o manejo da ferrugem do cafeeiro, Hemileia vastatrix. In: 37º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras, CBPC (Poços de Caldas, MG) - Anais ... 2011.

ROZO, Y., ESCOBAR, C., GAITÁN, A., CRISTANCHO, M. Aggressiveness and genetic diversity of Hemileia vastatrix during an epidemic in Colombia. Journal of Phytopathology, Medford (MA), v. 160, p. 732–740, 2012. Disponível em:< https://doi.org/10.1111/jph.12024>. Acesso em 30 de março de 2018.

SANTINATO, R.; MOREIRA, W. V.; SILVA, V. A.; D’ANTÔNIO, G. A. C.; ABREL, F. C. Efeito de fungicidas sistêmicos associados a estribirulinas no controle da ferrugem (Hemileia vastatrix) e da cercosporiose (Cercospora coffeicola) do cafeeiro na região oeste da Bahia. In: 33º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras, CBPC (Lavras, MG) - Anais ... 2007. (CBPC (33.: 2007: Lavras, MG) – Anais)

SHANER, G.; FINNEY, R. E. The effect of nitrogen fertilization on the expression of slow-mildewing resistance in Knox wheat. Phytopathology, St. Paul, v. 67, n. 8, p. 1051- 1056, 1977. Disponível em: < http://apsnet.org/publications/phytopathology/backissues/ Documents/1977Articles/Phyto67n08_1051.PDF>. Acesso em 05 maio 17.

SILVA, M. D. C.; VÁRZEA, V.; GUERRA-GUIMARÃES, L.; AZINHEIRA, H. G.; FERNANDEZ, D.; PETITOT, A. S. Coffee resistance to the main diseases: leaf rust and coffee berry disease. Brazilian Journal of Plant Physiology, Campinas (SP), v.18, p.119–147; 2006. Disponível em: Acesso em 12 de fevereiro de 2018.

VAN DER VOSSEN, H., BERTRAND, B., AND CHARRIER, A. Next generation variety development for sustainable production of arabica coffee (Coffea arabica L.): a review. Euphytica, Wageningen, v. 204, p. 243–256. 2015. Disponível em: < https://doi.org/10.1007/s10681-015-1398-z> Acesso em 12 de fevereiro de 2018.

ZAMBOLIM, L.; ACUÑA, R.S.; VALE, F.X.R.; CHAVES. G.M. Influência da produção do cafeeiro sobre o desenvolvimento da ferrugem (Hemileia vastatrix). Fitopatologia Brasileira, Brasília (DF), v. 17, n.1 p. 32-35, 1992.

TALHINHAS, P.; BATISTA, D.; DINIZ, I.; VIEIRA, A.; SILVA, D. N., LOUREIRO, A., SILVIA TAVARES, PEREIRA, A. P.; AZINHEIRA, H.G. GUERRA-GUIMARÃES, L.; VARZEA, V.; SILVA, M.C. The Coffee leaf rust pathogen Hemileia vastatrix: one and a half centuries around the tropics. Molecular Plant Pathology, Medford (MA), v.18. n. 08, p.01-13, 2016. Disponível em: < https://doi.org/10.1111/mpp.12512> Acesso em 12 de fevereiro de 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Avaliação Qualis-Capes confirma a importância da revista científica do IFTM

A Revista Inova Ciência & Tecnologia / Innovative Science & Technology Journal (RICT/ISTJ), publicada pela EDITORA IFTM, é bem avaliada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Confira a classificação por áreas no Qualis-CAPES 2017:

ENSINOB3
EDUCAÇÃOB4
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMOB4
CIÊNCIAS AGRÁRIAS IB5
ENGENHARIAS I (Ciência da Computação)B5
CIÊNCIA DOS ALIMENTOSC

O Qualis 2017 é um conjunto de procedimentos utilizados pela CAPES para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação.

Atualmente, a Revista Inova Ciência & Tecnologia possui 6 indexadores:

Indexadores

Abbreviated key title         Rev. Inova Ciênc. Tecnol. (Online)