ÁCIDO SALICÍLICO E POTENCIAL GERMINATIVO NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PEPINO

Josef Gastl Filho, Leila Leal da Silva Bonetti, Rosenvaldo Da Silva Araujo, Sávio Luiz De Santi, Vania Alves Nascimento, Muriel Silva Vilarinho

Resumo


O ácido salicílico (AS) é um regulador do crescimento que atua sobre determinados processos fisiológicos dos vegetais, entre eles a germinação de sementes, e promove um melhor desenvolvimento das plântulas. Neste estudo, objetivou-se avaliar a influência deste regulador, em diferentes concentrações, na germinação e vigor de sementes de pepino. Os estudos para os testes de germinação foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos (0,0 mM; 0,5 mM; 1,0 mM; 1,5 mM; 2,0 e 3,0 mM) e cinco repetições de 25 sementes para germinação em câmaras BOD à 25ºC, por três dias. O vigor das sementes foi avaliado pelos testes de condutividade elétrica (CE), índice de velocidade de germinação (IVG), tempo médio (TMG) e velocidade média (VMG) de germinação de sementes, e matérias fresca e seca. Outras variáveis estudadas foram a porcentagem de germinação, (% G), primeira contagem, teor de água e massa de mil sementes. Na análise de regressão, os resultados obtidos para a germinação apresentaram uma influência negativa sobre o vigor em função do aumento da concentração de AS, isto é expressivo principalmente para a matéria fresca. Os resultados do teste de condutividade elétrica, realizados pré e pós-embebição das sementes, mostraram efeito positivo do AS na reorganização das membranas celulares, o que ressalta a ação deste soluto na indução da velocidade deste processo, com consequente melhor controle da deterioração e manutenção do vigor das sementes.

Palavras-chave


Cucumis sativus L; Vigor de sementes de pepino; Análise de sementes; Tratamento de sementes

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Avaliação Qualis-Capes confirma a importância da revista científica do IFTM

A Revista Inova Ciência & Tecnologia / Innovative Science & Technology Journal (RICT/ISTJ), publicada pela EDITORA IFTM, é bem avaliada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Confira a classificação por áreas no Qualis-CAPES 2017:

ENSINOB3
EDUCAÇÃOB4
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMOB4
CIÊNCIAS AGRÁRIAS IB5
ENGENHARIAS I (Ciência da Computação)B5
CIÊNCIA DOS ALIMENTOSC

O Qualis 2017 é um conjunto de procedimentos utilizados pela CAPES para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação.

Atualmente, a Revista Inova Ciência & Tecnologia possui 6 indexadores:

Indexadores

Abbreviated key title         Rev. Inova Ciênc. Tecnol. (Online)