AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO DA ÁGUA NO SOLO SOB DIFERENTES METODOLOGIAS

Paulo Henrique de Sousa Filho, Flávia Donato, Leirian Paloma dos Santos Silva, Marco Tulio Cardoso Carminati, Stephânia Martins Trindade, Thálysson Matheus Silva, Adelar José Fabian

Resumo


O solo do cerrado brasileiro vem sendo castigado por técnicas de manejo e preparo de solo utilizado atualmente. Apesar da crescente introdução de técnicas conservacionistas, ainda é necessária uma grande evolução para que o solo seja cultivado de uma maneira mais sustentável pelos agricultores. O preparo do solo e o tráfego de máquinas agrícolas, muitas vezes feito de forma irracional e incorreta, é uma das atividades que mais gera danos ao solo, principalmente nos seus atributos físicos. Estes danos podem modificar a estrutura, distribuição, quantidade e tamanho dos poros, além do teor de matéria orgânica do solo, modificando assim as forças de retenção de água no solo e sua disponibilidade, esse comportamento da água no solo é de extrema importância para o desenvolvimento de plantas. A análise e avaliação das alterações e danos causados pelos efeitos externos ao solo e o entendimento da interação água, solo e planta são necessários para a adoção de técnicas para a recuperação dos atributos físicos do solo e melhor aproveitamento da água.


Palavras-chave


Umidade; infiltração; métodos; drenagem; saturação

Texto completo:

PDF

Referências


GOMES M. A. F.; PEREIRA, L. C. Avaliação da condutividade hidráulica em áreas de recargas do aquífero guarani-microbacia hidrográfica do córrego espraiado (SP). In: Pesticidas: r. ecotoxicol e meio ambiente, Curitiba, v. 19, p. 65-72, jan./dez. 2009. Embrapa Meio Ambiente. Disponível em: Acesso em: 04 jun. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Abbreviated key title:   An. Semin. Pesqui. Inov. Tecnol.