O POTENCIAL DA MUSICALIDADE LATINA NO ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA

Fidelina Maria Candido Pinto, Giovana Caroline Pinto, Nicolle Kathelin Candido Arabe Bernardes, Sandro Lucio da Silva

Resumo


Constata-se que os processos lúdicos, em diversas áreas do processo ensino-aprendizagem assumem um caráter de mais alta importância, pois propicia aos alunos um desenvolvimento cognitivo, afetivo, social e moral, podendo oferecer sustentabilidade para nortear suas ações cotidianas e perspectivas futuras. Qualquer professor de línguas sempre busca alternativas e recursos didáticos para estimular o interesse de seus alunos durante as aulas. Na abordagem desse tema procuramos afirmar que a música é uma ferramenta enriquecedora dentro dos estudos da língua espanhola. A música latina especificamente pode ser considerada a mais comunicativa dada as suas particularidades, pois conta com um campo inesgotável de melodias, interpretações e ritmos que se diferem do restrito número de livros e materiais didáticos disponíveis nas bibliotecas escolares. Este estudo foi realizado por meio de pesquisa com a participação dos alunos do curso básico de Espanhol, oferecido pelo CENID - Centro de Idiomas do Instituto Federal do Triângulo Mineiro - Campus Uberaba. A metodologia utilizada consiste em questionário oral, pesquisa bibliográfica e percepção auditiva. Teve como objetivo diagnosticar se a música enquanto recurso didático influencia no desenvolvimento e na aprendizagem da língua espanhola.  Concluímos que utilizar como recurso a música no ensino da língua espanhola provoca nos alunos o desenvolvimento da linguística e a oralidade, a marcação dos ritmos favorece a fluência e a musicalidade se torna significativa para o aprendizado do idioma.

Palavras-chave


Espanhol; música; recurso didático.

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. MEC/SEB. Linguagens Códigos e suas tecnologias: PCN ENSINO MÈDIO: orientações curriculares complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais: língua estrangeira moderna. Brasília: MEC, 2002. P.93 a 137

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: 2006. 239 p. (Orientações curriculares para o ensino médio; vol.1)

BÜRMAN, M. G. BERGÉS, M. G. T. MERINERO, S. I. PASTOR, IS. Explotación multimídia de lãs canciones en clase de E/LE. In: Anais. X Seminário de Dificultades Específicas de La Enseñanza Del Español e Lusohablantes. São Paulo, p. 84-9, 2002.

FARIA, M. N..A música, fator importante na aprendizagem. Monografia (especialização em psicopedagogia). Assis Chateubriand-PR: Centro Técnico Educacional Superior do Oeste Paranaense – CTESOP/CAEDHRS, 2001.

HALPERN, S. Sound education: creating the optimal learning environment. 1999. Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2018.

KAWACHI, C. J. A música como recurso didático-pedagógico na aula de língua inglesa da rede pública de ensino. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar)- Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara. 2008. Disponível em:https://repositório.unesp.br/handle/11449/90327>. Acesso em: 08 jun. 2018.

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS. Conteúdo Básico Comum – Língua Estrangeira Moderna (2006). Educação Básica - Ensino Médio.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Abbreviated key title:   An. Semin. Pesqui. Inov. Tecnol.