EMPREGO DE TECNOLOGIA NAS PRÁTICAS EDUCATIVAS: UMA REVISÃO HISTÓRICA

Renato Kraide Soffner

Resumo


Apresenta-se ampla revisão histórica da concepção e criação de aparatos tecnológicos de aplicação aos processos educativos. Tal revisão é importante por mostrar a evolução das idéias pertinentes ao tema, já que é assunto polêmico do ponto de vista da real eficácia dos resultados observados após décadas de aplicação. O “bom senso pragmático” característico do assunto, onde as experiências são, muitas vezes, apresentadas sem qualquer fundamentação teórico-metodológica, precisa ser identificado e evitado quando da análise histórica conduzida. Os esforços passados, fruto do trabalho criativo e inovador de autores já preocupados com a aplicação cognitiva das tecnologias, podem, e devem, servir de base para a geração de cenários futuros e análise de tendências tecnológicas, num momento em que a difusão e o acesso a recursos de tecnologias de informação e comunicação tornam-se ubíquos. O que se observa, no entanto, após a realização da análise histórica do tema, é que ainda precisamos de um embasamento teórico-pedagógico, para garantir a eficaz aplicação da tecnologia à educação, já que uma contínua confusão entre meios e fins, historicamente observada, ainda permeia o assunto.


Palavras-chave


Tecnologia. Práticas educativas. Análise histórica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Avaliação Qualis-Capes confirma a importância da revista científica do IFTM

A Revista Inova Ciência & Tecnologia / Innovative Science & Technology Journal (RICT/ISTJ), publicada pela EDITORA IFTM, é bem avaliada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Confira a classificação por áreas no Qualis-CAPES 2017:

ENSINOB3
EDUCAÇÃOB4
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMOB4
CIÊNCIAS AGRÁRIAS IB5
ENGENHARIAS I (Ciência da Computação)B5
CIÊNCIA DOS ALIMENTOSC

O Qualis 2017 é um conjunto de procedimentos utilizados pela CAPES para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação.

Atualmente, a Revista Inova Ciência & Tecnologia possui 6 indexadores:

Indexadores

Abbreviated key title         Rev. Inova Ciênc. Tecnol. (Online)