Processos criativos das oficinas artísticas ao Festival de Artes

Michele Soares

Resumo


Partimos da compreensão do ensino da Arte na escola como um espaço de encontro, de movimento, de criação e de formação humana e política. Lugar em que seja possível refletir e experimentar conteúdos e formas diversos. Na trajetória, investigar as linguagens artísticas e a sua pedagogia numa escola de ensino profissional e tecnológico, mas sobretudo conhecer e compreender o outro - estudante, servidor, colegas -, e a nós mesmos - em constante trans-formação -, nesse contexto e nessa relação. Por isso, a necessidade do auto-questionamento contínuo da práxis artística e pedagógica, de desenvolver atividade de pesquisa e de criação, de estar diante do novo e de nos inquietar cotidianamente sem engessamento e repetição de fórmulas.Nesse contexto, o ensino da arte passa diretamente pela articulação com a pesquisa e a extensão. É nesse rol de diálogo que se insere o presente relato de experiência que versa sobre os projetos de extensão "Festival de Artes IFTM Campus Ituiutaba" e "Processos criativos em Oficinas de Arte" aprovados nos editais 05/2016 e 03/2018, respectivamente, ambos da Proext/IFTM, sendo este último específico para propostas em Arte e Cultura. Tanto um como outro, estão norteados pela investigação de processos de criação e de apreciação no ensino de Artes através de procedimentos pedagógicos e artísticos no IFTM campus Ituiutaba.Ao propor a oferta de processos criativos em oficinas de arte e a realização do Festival de Artes, estamos rompendo com um ensino apenas teórico, possibilitando o fazer artístico que permite ao aluno conhecer esse trajeto, vivenciá-lo corporalmente, formando uma consciência estética numa perspectiva emancipadora, redimensionando a atuação e a fruição no ensino da arte e quiçá, na vida.


Palavras-chave


Processo criativo. Pedagogia da Arte. Festival. Apreciação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Boletim Técnico IFTM, Uberaba - MG