CARACTERES AGRONÔMICOS DE MILHO (Zea mays L.) EM FUNÇÃO DE DIFERENTES PROFUNDIDADES DE SEMEADURA

Isaías Antonio de Paiva, Kelly Martins Rosa

Resumo


O milho (Zea mays L.) é uma espécie que pertence à família Poaceae, com origem no teosinto. Quando as condições de temperatura e humidade são favoráveis, a semente do milho germina em 5 ou 6 dias, sendo que a profundidade de semeio influência esses valores. Portanto, o objetivo do trabalho é encontrar a profundidade que proporcione os melhores caracteres agronômicos avaliados para a cultura. O experimento foi conduzido em vasos em uma casa-de-vegetação modelo arco na área experimental do setor de Viveiricultra do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) Campus Uberaba, MG. O período de condução da cultura foi de 11/02/2017 até 25/02/2017 em delineamento inteiramente casualizado (DIC), composto de quatro tratamentos respectivas profundidades de semeadura (2, 4, 6 e 8cm), e 5 repetições. Realizou-se a análise de variância e regressão para as varáveis analisadas: massa fresca por planta, massa seca por planta, altura média de plantas, massa fresca e massa seca da parcela com o auxílio do software Sisvar for Windows versão 5.6 (FERREIRA, 2015). Para as condições experimentais a profundidade de semeadura de 2 cm apresentou os melhores resultados para os caracteres agronômicos: Massa fresca e seca por parcela, além da variável estande final, enquanto a profundidade de 8cm apresentou os piores resultados.


Texto completo:

PDF

Referências


MELLO, Adilson José Rocha; FURLANI, Carlos Eduardo Angeli. Distribuição longitudinal e produtividade do milho em função da velocidade de deslocamento e da profundidade de deposição da semente. Tese: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias – Unesp. Jaboticabal, São Paulo. Julho de 2011. Disponível em:< https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/100864/mello_ajr_dr_jabo.pdf?sequence=1>. Acesso em: Março de 2017.

BARROS, José F.; CALADO, José G. A Cultura do Milho. Universidade de Évora. 2014. Disponível em: < https://dspace.uevora.pt/rdpc/bitstream/10174/10804/1/Sebenta-milho.pdf>. Acesso em Março de 2017.

EMBRAPA MILHO E SORGO. Cultivo do Milho. Sistema de Produção, 1 ISSN 1679-012X.Versão Eletrônica - 6ª edição.Set-2010. Disponível em: . Acesso em: Março de 2017.

FERREIRA, Daniel Furtado. Sisvar. Versão 5.6. Lavras: UFLA/DEX, 2015. Disponível em: . Acesso em: Set. de 2016.

FORSTHOFER, E.L.; SILVA, P.R.F. da.; ENDRIGO, P.C.; RAMBO, L; SUHRE, E.; SILVA, A.A. da.; STRIEDER, M.L. Emergência e desenvolvimento inicial de seis híbridos de milho em função de tamanho de sementes, profundidade de semeadura e de temperatura de solo. In: REUNIÃO TÉCNICA ANUAL DO MILHO, 48, 2003, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: FEPAGRO, 2003. CD.

GALVÃO, João Carlos Cardoso; BORÉM, Aluízio; PIMENTEL, Marco Aurélio. Milho: do plantio a colheita. Viçosa, MG: Ed. UFV, 2015. p. 46-47.

GALVÃO, João Carlos Cardoso; BORÉM, Aluízio; PIMENTEL, Marco Aurélio. Milho: do plantio a colheita. Viçosa, MG: Ed. UFV, 2015. p. 91-93.

KÖPPEN, Wladimir; GEIGER, Rudolf. Klimate der Erde. Gotha: Verlag Justus Perthes. 1928. Wall-map 150cmx200cm.

PATERNIANI, Ernesto. Importância do milho na agroindústria. In: OSUNA, Juan Tomás Ayala; MORO, José Roberto (Ed). Produção e melhoramento do milho. Jaboticabal, SP: Funep, 1995.p.1-11.

SANGOI, Luís; ALMEIRADA, Milton Luiz de; HORN, Delson; BIACNCHET, Paula; GRACIETTI, Marcos Antônio; SCHMITT, Amauri; SCHWEITZER, Cleber. Tamanho de semente, profundidade de semeadura e crescimento inicial do milho em duas épocas de semeadura. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, v.3, n.3, p.370-380, 2004. Disponível em: < file:///C:/Users/Isa%C3%ADas%20A.%20de%20Paiva/Downloads/115-6051-1-PB.pdf >. Acesso em: Março de 2017.

VALENTINI, Lúcia; ANDRADE, Wander Eustáquio de Bastos; FERNANDES, Glória Marta Bellon; FILHO, Benedito Fernandes de Souza; NETO, Silvino Amorim. Recomendações Técnicas para o milho. Estação Experiemental de Campos. Disponível em:< http://www.pesagro.rj.gov.br/milho.html >. Acesso em: Março de2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Abbreviated key title:   An. Semin. Pesqui. Inov. Tecnol.