QUÍMICA COM MONITORIA EM SALA DE AULA – A INCLUSÃO NO DIA-DIA

Carla Regina Amorim dos Anjos Queiroz

Resumo


O Ensino de Química tem, entre os seus desafios, a tarefa de auxiliar os alunos no entendimento dos princípios básicos desta ciência, e tem sido vista ao longo dos anos e por muitos, como de difícil entendimento. Como proposta para melhorar a aprendizagem da Química dos alunos dos 3os anos dos cursos técnicos integrados, assim como atender demandas dos regulamentos normativos da Educação Profissional, elaborou-se uma estrutura de monitoria em grupos, com presença de alunos distribuídos em função do rendimento médio na disciplina Química nos dois anos anteriores ao ano letivo corrente. Para cada turma envolvida, uma relação decrescente das notas foi elaborada e os alunos com as 6 melhores notas foram escolhidos líderes e monitores em cada grupo (alunos-monitores). Posteriormente, os alunos-monitores recém-designados participaram da seleção dos alunos para formação de seus grupos, por livre escolha deles, mas segundo faixas de notas escalonadas previamente. As atividades desenvolvidas em grupos corresponderam a 70% do valor total das atividades e 80% do número total de atividades desenvolvidas ao longo do ano. As discussões realizadas durantes as atividades e a qualidade das respostas aos desafios entregues por cada grupo revelaram que esta é uma estratégia eficaz para inclusão dos alunos com maior dificuldade no conteúdo, para exposição de ideias, para aprendizagem colaborativa e para o esclarecimento de dúvidas nos pequenos grupos. Apresenta-se nesse texto resultados qualitativos e quantitativos com os trabalhos-desafio propostos e desenvolvidos ao longo do 1o trimestre de 2017.

Palavras-chave


Aprendizagem colaborativa; Pesquisa em sala de aula

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.