PRÁTICAS DOCENTES INCLUSIVAS NO ENSINO DE QUÍMICA PARA UM ESTUDANTE COM PARALISIA CEREBRAL NO CAMPUS UPT

Márcia do Nascimento Portes, Rutiléia Maria de Lima Portes

Resumo


Este trabalho traz uma reflexão acerca da inclusão educacional no Instituto Federal do Triângulo Mineiro a partir do relato de uma prática docente. Apresenta problematizações e alternativas didáticas e metodológicas na disciplina de química para a inclusão de um aluno com paralisia cerebral matriculado na primeira série do curso técnico profissionalizante integrado ao ensino médio. Todos os professores manifestavam grandes inquietações, dada à dificuldade de identificar os caminhos/parâmetros que o aluno se valia para a construção do conhecimento. A possibilidade de solução foi gerada a partir da modificação estrutural de questões das avaliações, que foram elaboradas estimulando sua memória sobre o assunto, com palavras “ancoras” que pudessem remeter a habilidades construídas e obscurecidas pela paralisia cerebral em sua cognição.


Palavras-chave


Química; inclusão; paralisia cerebral

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.