SEVERIDADE DE DOENÇAS EM CULTIVARES DE FEIJÃO DO GRUPO CARIOCA NA REGIÃO DO TRIÂNGULO MINEIRO

Matheus Pereira de Assis, Márcio José de Santana, Jan van Kempen, Israel Elias Mello, Daniel Rufino do Amaral, Fábio Jonono Carvalho

Resumo


O feijão (Phaseolus vulgaris L.) é uma cultura de extrema importância no mundo, possui uma ampla área cultivada e rentabilidade de produção, sendo umas das bases da alimentação da população brasileira. As doenças estão entre os destaques nos fatores que atrapalham o desenvolvimento das plantas, acarretando uma diminuição na produtividade. São de extrema importância trabalhos que visam identificar a resistência ou suscetibilidade de cultivares de feijão a doenças, devido à grande variabilidade genética dos patógenos e das respostas diferenciada de cultivares semeadas em diferentes localidades. O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento de cinco cultivares de feijão do grupo carioca em relação à incidência e severidade de doenças na região de Uberaba, Minas Gerais. O experimento foi conduzido no setor de fitotecnia do Campus Uberaba do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro em blocos casualizados, sendo empregado cinco tratamentos constituídos por cultivares de feijão do grupo carioca: BRS Cometa, BRS Estilo, BRSMG Madrepérola, BRSMG Majestoso e BRSMG Uai. Foram avaliadas a severidade de mancha de alternaria (Alternaria alternata), mancha angular (Isariopsis griseola) e crestamento bacteriano comum (Xanthomonas  axonopodis pv. phaseoli) aos 57, 64, 71 e 78 dias após a semeadura. Nas condições deste trabalho a cultivar BRSMG Madrepérola foi a mais suscetível a mancha de alternaria e mancha angular. As cultivares BRS Estilo e BRSMG Uai foram menos suscetíveis as doenças analisadas.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPBELL, C.L.; MADDEN, L.V. Introduction to plant disease epidemiology. New York: Wiley, 1990. 532p.

CARVALHO, W. P.; ALBRECHT, J. C. BRS Cometa: nova cultivar de feijoeiro comum com grão do tipo carioca para a região do Distrito Federal. Embrapa Planaltina, DF, Comunicado Técnico, 139, p.3, 2007.

COSTA, J. G. C.; RAVA, C. A.; PURÍSSIMO, J. D. Reação de acessos de feijoeiro comum à antracnose, ao crestamento bacteriano comum e a mancha angular. Revista Ceres, Viçosa, v. 55, n. 1, p. 28-33, 2008.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a guide for its bootstrap procedures in multiple comparisons. Ciência e Agrotecnolgia, Lavras, v. 38, n. 2, p. 109-112, 2014.

GODOY, C.V.; CARNEIRO, S.M.T.P.G.; IAMUTI, M.T.; DALLA PRIA, M.; AMORIM, L.; BERGER, R.D.; BERGAMIM FILHO, A. Diagramatic scale for bean: development and validation. ZeitschriftfürPflanzenkrankheiten und Pflanzenschutz, Stuttgart, v. 104, n. 4, p. 336-345, 1997.

LACERDA, E.G.; FERNANDES, H.C.; TEIXEIRA, M.M.; LEITE, D.M.; HADDADE, I.R. Rendimento do feijoeiro em semeadura direta considerando-se a profundidade de adubação e lâminas de irrigação. Revista Engenharia na agricultura, Viçosa, v. 22, n. 3, 2014.

OLIVEIRA, E.J.; ALZATE-MARIN, A.L.; BORÉM, A.; MELO, C.L.P.; BARROS, E.G.; MOREIRA, M.A. Reação de cultivares de feijoeiro comum a quatro raças de Phaeoisariopsis griseola. Fitopatologia Brasileira, v. 29, p. 220-223, 2004.

OLIVEIRA, J.A.G. Avaliação de atributos físicos e químicos do solo sobre palhadas de diferentes poáceas e adubação nitrogenada em semeadura direta na cultura do feijoeiro. 2016. 65f. Tese (Doutorado em Agronomia/Sistemas de Produção) – Universidade Estadual Paulista. Ilha Solteira. 2016.

QUINTELA, E. D.; SARTORATO, A.; LOBO JUNIOR, M.; COBUCCI, T. Manejo fitossanitário do feijoeiro. Embrapa Arroz e Feijão, Santo Antônio de Goiás. Circular Técnica, 73, p.16, 2005.

SARTORATO, A. Novas Fontes de Resistência do Feijoeiro Comum à Mancha Angular. Fitopatologia Brasileira, v. 31, n. 2, p. 192-194, 2006.

SARTORATO, A.; RAVA, C.A. Controle químico da mancha angular do feijoeiro comum. Summa Phytopathologica, v. 29, p. 202-204, 2003

SARTORATO, A.; RAVA, C.A. Influência da cultivar edo número de inoculações na severidade da manchaangular (Isariopsis griseola) e nas perdas na produção do feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris). Fitopatologia Brasileira, Brasília, v. 17, p. 247-251, 1992.

SENA M. R.; ABREU A. F. B.; BRUZI A. T.; RAMALHO M. A. P. Envolvimento de agricultores no processo seletivo de novas linhagens de feijoeiro. Ciência e Agrotecnologia, v. 32, n. 2, p. 407-412, 2008


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Abbreviated key title:   An. Semin. Pesqui. Inov. Tecnol.